Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sal da história

Crónicas da história. Aventuras, curiosidades, insólitos, ligações improváveis... Heróis, vilões, vítimas e cidadãos comuns, aqui transformados em protagonistas de outros tempos.

O sal da história

Crónicas da história. Aventuras, curiosidades, insólitos, ligações improváveis... Heróis, vilões, vítimas e cidadãos comuns, aqui transformados em protagonistas de outros tempos.

(10) Instantâneos: o banho da Mocidade Portuguesa

 

criancas caparica.jpg

 

Fardadas ou não, crianças são crianças, espontâneas como só elas sabem ser. Estas pertencem a um grupo de Monsanto da Mocidade Portuguesa e estão em passeio à Costa da Caparica. Aparecem aqui misturadas com outras crianças de bata, provavelmente de uma escola local, e com alguns adultos, de fato, gravata e chapéu ou com uniforme.

 

Em conjunto, brincam, riem e fogem das ondas revoltas que os ameaçam molhar, por momentos esquecidos das regras, dos preceitos, da rigidez, das hierarquias de inspiração militar que os separam. Os mais afoitos não recuam e enfrentam as águas.

 

Estamos em 1938, e a “experiência” da Mocidade Portuguesa tem apenas dois anos.

 

Criada por Salazar, esta organização tinha caracter de milícia, sendo de frequência obrigatória para crianças com idades entre os sete e os 14 anos, escolarizadas ou não. Tinha como fim uma preparação pré-militar, inculcando valores, autoridade e disciplina rigorosas, nomeadamente em atividades no exterior, como paradas e acampamentos, onde esse condicionamento era posto à prova.

 

Fontes:

Arquivo Fotográfico Municipal de Lisboa

http://arquivomunicipal.cm-lisboa.pt/pt/

Eduardo Portugal

PT/AMLSB/POR/059875

 

https://www.infopedia.pt/$mocidade-portuguesa

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.