Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sal da história

Crónicas da história. Aventuras, curiosidades, insólitos, ligações improváveis... Heróis, vilões, vítimas e cidadãos comuns, aqui transformados em protagonistas de outros tempos.

O sal da história

Crónicas da história. Aventuras, curiosidades, insólitos, ligações improváveis... Heróis, vilões, vítimas e cidadãos comuns, aqui transformados em protagonistas de outros tempos.

(25) Instantâneos: pintura com cheiro a maresia

João_Vaz_-_A_praia.jpg

A luz, refletida infinitamente nas águas do mar ou de um qualquer rio, espelhos vibrantes de cor e vida. Aqui e ali, veem-se embarcações, grandes velas, umas enfunadas pela brisa que se pressente, outras em descanso. Pescadores, que esperançosamente içam as redes; mareantes na sua faina de vai-e-vem; uma criança que passa, pé descalço pela ponte; um velho olhando as ondas. Cabanas palafíticas que parecem levitar; casas caiadas nas margens próximas.

cais de setubal.GIF

 

O sal…e o céu - sempre, o céu - ora de um azul estival, ora pejado de nuvens, ora ainda quase gélido na sua alvura.

Em tudo, uma imensa serenidade, uma nostalgia que se adivinha, uma simplicidade desarmante.


É assim a pintura de João Vaz (1859-1931), artista de marinhas, como lhe chamaram uns; o pintor da tranquilidade, nas palavras de outros; naturalista, sem dúvida.

no tejo.GIF

João Vaz retratou sobretudo o que lhe atraia o olhar, sem artifícios, na sua Setúbal natal, ou em qualquer outro ponto do litoral português, de Olhão a Espinho, ou ainda no borda d’ água de um rio, do Tejo ao Douro, do Sado ao Nabão.


as piteiras.GIF


Esta é, claramente, a realidade pela qual é mais conhecido e que o faz figurar em diversos museus nacionais - mas não foi só esse o seu trabalho.

 

Professor e diretor da escola Industrial Afonso Domingues; fundador, com

porto de abrigo.GIF

 

Silva Porto, os manos Bordalo Pinheiro e outros virtuosos do denominado Grupo do Leão*; representante de Portugal em diversas exposições internacionais e produtor de vasto legado como decorador – Assembleia da República, Bussaco Palace Hotel, Museu Militar e numerosos outros edifícios, entre os quais se destacam alguns teatros*.

Tudo isso foi João Vaz, que, como ninguém, expressou esse mar que é tão português.

 

pano de boca - teatro Pedro Nunes - alcacer do sal

………

*Assim chamado por se reunir na cervejaria Leão de Ouro. Aqui pode conhecer mais sobre o quadro de Columbano Bordalo Pinheiro onde estão retratados todos os elementos.

......
Na última imagem, pano de boca do Teatro Pedro Nunes, em Alcácer do Sal, que foi o ponto de partida para o trabalho de João Vaz.

......


Fontes

http://www.museuartecontemporanea.gov.pt/ArtistPieces/view/26/artist
https://www.drouot.com/lot/publicShow/2093282?controller=lot&&action=publicShow&id=2093282&lang=en
https://sfpmg.wordpress.com/2012/10/
https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=15752380
http://invitaminerva45.blogspot.com/2010/07/
http://www.museuartecontemporanea.gov.pt/pt/artistas/ver/43/artists
http://nestahora.blogspot.com/2009/03/joao-vaz-nasceu-ha-150-anos.html

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.