Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O sal da história

Crónicas da história. Aventuras, curiosidades, insólitos, ligações improváveis... Heróis, vilões, vítimas e cidadãos comuns, aqui transformados em protagonistas de outros tempos.

O sal da história

Crónicas da história. Aventuras, curiosidades, insólitos, ligações improváveis... Heróis, vilões, vítimas e cidadãos comuns, aqui transformados em protagonistas de outros tempos.

Pela imprensa (9): uma diva doméstica

amália 1.JPG

amalia hoover.JPG

Assim, de repente, ao pensar no nome de Amália Rodrigues para ser a "cara" de uma campanha publicitária, provavelmente o que nos ocorreria seria um produto de prestígio, um símbolo de Portugal, tal como o é aquela fadista. Outra ideia seria algo relacionado com a sua condição de bela mulher ou de cantora de renome internacional. De facto, Amália Rodrigues aliou a sua imagem a várias marcas, desde os produtos de beleza Thaber, aos sabonetes Lux, muito usados por estrelas de cinema e que encaixam nas categorias obvias, mas também se associou à Hoover para vender...máquinas de lavar roupa.
No anúncio, a fadista aparece como se fosse uma simples dona de casa a tratar dos seus atoalhados, com um ar nada glamoroso, mas antes resignado àquele trabalho doméstico.
Diga-se que, se não fosse anunciada a sua participação, nem se perceberia claramente que se tratava de Amália, tão cabisbaixa está, empenhada em "ver a sua roupa bem lavada com a Hoover", a única que, em 4 minutos - quero uma assim!!! – lavava 2 quilos de roupa.
Refira-se que a Hoover, para além de já se afirmar mais rápida que qualquer aparelho moderno, apresentava também preocupações que nos parecem muito atuais: apregoava lavar 30 quilos por apenas $50 de energia! - onde estão hoje estes aparelhos maravilhosos??? E ainda permitia demonstrações para se comprovar tão grandes vantagens.
Aparentemente, esta ligação à marca de eletrodomésticos foi longa, pelo que se deduz que tenha sido vantajosa para ambas as partes, pois encontram-se estes anúncios pelo menos entre 1954 e 1959.
Nesta época, Amália já era uma grande cantora, mas atuava sobretudo no estrangeiro. Tinha carreira no teatro e no cinema, havia feito longas temporadas no Brasil, séries de espetáculos pela Europa; havia sido a primeira portuguesa a apresentar-se numa televisão norte-americana; estreou-se no Olympia de Paris, bateu recordes de vendas e de notoriedade mas, curiosamente, só em 1985 apresentou o seu primeiro concerto individual em Portugal.

...........


Fontes
Revista Flama - 1959

http://www.museudofado.pt/personalidades/detalhes.php?id=262

http://diasquevoam.blogspot.com/2009_09_01_archive.html

http://fadocravo.blogspot.com/2007/03/

2 comentários

  • Imagem de perfil

    CV 19.03.2019

    Na época devia ser muito moderna! Eu é que agradeço.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.